SERES POÉTICOS

domingo, 27 de dezembro de 2015

Quisera Eu


Quisera eu poder te beijar
Do meu beijo, uma força tamanha te curar
Quisera eu te abraçar
Do meu abraço, a sua nuvem cinza retirar
Quisera eu te olhar profundamente e do meu olhar
Sugar o pequeno  mal em sua mente

Mesmo que custe a minha própria vida
Tornaria-me a viver feliz em outro horizonte
Por ver e saber que a sua vida regenera
A sua própria fonte
Ah, Deus! Se me permitisse revirar a minha alma
Trocar de lugar com a minha amada
Aí, sim,eu estaria bem

Quisera eu sugar completamente o grande mal em ti
Passar pra mim e em mim extirpar
Assim, quisera  eu ver  o mal como poeira se esfalecendo pelo ar

Quisera eu ser eletrocutado e não morrer
E poder ver o choque elétrico te fazer renascer
Como a última aurora na explosão cerebral
Nós, abraçados, contemplando a cura no céu celestial

Mas Deus, de presente, nos deu essa vida
O nosso poder é viver frente às adversidades
Não podemos reclamar
Nos cabe apenas lutar
No recanto eterno da nossa feliz cumplicidade


Autoria: Caio Fazolato
Imagens: Internet



14 comentários:

  1. Belíssimo poema de amor, Caio Fazolato a esse outro que agora é nós próprio, uma extensão nossa como o braço, a mão... Numa simbiose perfeita. O outro tão próximo, que passa ser um só, sem o qual não há razão de ser. Pra que? Por quê? Sem o ser querido nada faz mais sentido, a vida agora dividida, em antes e depois, quando pensávamos que vivíamos, que sorríamos, que aproveitávamos a vida. Muito bom! Parabéns! Abraços

    ResponderExcluir
  2. Seu poema vem num crescendo, crescendo e vai nos levando a interiorizar suas palavras e esse dom divino que é o amor - essa "feliz cumplicidade" que fecha o poema é como a senha que abre o portal de um amor imenso e raro, que move o poeta e a poesia. Belo, meu amigo, parabéns! -- voltarei para ler outros poemas assim que me for possivel. Um grande abraço fraterno, querido amigo poeta.

    ResponderExcluir
  3. Boa noite, Caio. Um lindo poema de amor e sacrifício, caso pudesse acabar com o sofrimento da pessoa amada tomando-o para si.
    Mostras aqui uma grandiosa beleza poética e um amor de entrega, indizível.
    Quando amamos é assim, queremos fazer o que for para que o destino favoreça a quem amamos, mas, como tudo está escrito, se não podemos mudar a sorte, que ao menos, sejamos unidos um com o outro no amor e paz!
    Parabéns por este amoroso e generoso poema de entrega!
    Adorei!
    Tenha uma semana de paz!
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
  4. Belíssimo poema
    Nada como um poema de amor para tocar no fundo da alma,
    Um amor generoso, de entrega.
    Parabéns Caio, seu dom é evidente e um presente pra gente sonhar.
    Aplausos
    Fiquei comovida
    Rosa Valverde

    ResponderExcluir
  5. Os quereres do poeta quanto expostos não mostram os seus verdadeiros intentos; antes, são re-velações, indicações de um segredo maior! (Profex)

    ResponderExcluir
  6. Somente pelo sublime amor pode alguém buscar viver a dor do outro e nesta mergulhar na mais bela aventura de extirpa-la e fazer da vida da amada o tão encantado/sonhado mar de rosas. Há uma beleza no sentir de alma e isto é muito lindo e quando se passa para a poesia há que se aplaudir.
    Aplausos Caio pela linda construção e inspiração.

    Um bom final de ano e que 2016 venha com renovação de esperanças numa verdadeira inundação de amor e muita luz em seus caminhos.

    ResponderExcluir
  7. Boa noite, poeta. Relendo esta linda obra e ansiosa em ler novas poesias, és talentoso, teu dom ten de girar!
    Excelente fim de semana com amor e paz.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  8. Boa noite, poeta. Relendo esta linda obra e ansiosa em ler novas poesias, és talentoso, teu dom ten de girar!
    Excelente fim de semana com amor e paz.
    Beijos na alma.

    ResponderExcluir
  9. OI CAIO!
    NÃO É QUE VIM DAR POR AQUI, EMBORA VEJA QUE ESTÁS AFASTADO NÃO PODIA ME FURTAR A TE DEIXAR UM GRANDE ABRAÇO E TE PARA BENIZAR PELA OBRA POÉTICA.
    ABRÇS AMIGO.

    http://zilanicelia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Boa noite, Caio.
    Poeta,não somente eu sinto falta de suas obras, volte a criar.
    Suas poesias são presentes para nós.
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
  11. Boa noite, Caio.
    Poeta,não somente eu sinto falta de suas obras, volte a criar.
    Suas poesias são presentes para nós.
    Beijos na alma!

    ResponderExcluir
  12. Quisera eu...
    Que vc voltasse a criar..
    Quisera eu que vc não só criasse mas que tbm postasse.
    Quisera eu ...
    Quisera eu...
    Poder me expressar em palavras assim como vc a poesia...
    Quisera eu que você aceitasse o nosso pedido e voltasse a criar para nos alegrar!

    Linda sua poesia amigo!
    Essa é a essencia de um bom poeta.
    Parabéns!!
    Bjsss

    ResponderExcluir
  13. Quisera você beijar,
    quisera ela ser beijada
    não sei mas posso imaginar
    mulher bela apaixonada!

    Não tem fim a paixão,
    companheira do amor
    perfumada como uma flor
    bem guardada no coração!

    Protegida da tempestade,
    para não sofrer de nenhuma dor
    viver na vida com a felicidade
    com saúde e paz tem mais valor!

    Bom domingo, amigo Caio, um abraço,
    Eduardo.

    ResponderExcluir
  14. Adorável!
    Um verdadeiro deleite, aplausos meu amigo.
    Dom perfeito que Deus te deu e presenteia que tem a honra de ler. Você e Patrícia são almas criadoras para nos fazer sonhar.
    Amei
    Rosa Valverde

    ResponderExcluir